Contato

maio 26, 2016 Orquidário UEL 1 Comments


Orquidário UEL


Telefone: 
(43) 3371-4224

E-mail:
orquidariouel@gmail.com

Site oficial:
www.uel.br/projetos/orquidea

Endereço para Correspondência:
Orquidário UEL
Centro de Ciências Agrárias - CCA
Departamento de Agronomia - Laboratório de Fitotecnia 
Caixa Postal: 10.011

Endereço:
 Rod. Celso Garcia Cid, s/n - Campus Universitário, Londrina - PR
CEP: 86057-970
PR-445  Km 380

Linhas de ônibus:
 Terminal Central: 305, 307 e 315. Terminal Leste e Acapulco: 904

Veja como chegar:




Coordenador do Laboratório de Fitotecnia- UEL

Ricardo Tadeu de Faria
Centro de Ciências Agrárias - Departamento de Agronomia
Campus Universitário
Londrina - PR

E-mail:
orquidariouel@gmail.com

Formação Acadêmica e Profissional:

Pós-Doutorado em Agronomia.
  Instituição: University of Florida, Estados Unidos.
  2007 - 2008
Doutorado: Doutor em Ciências Biológicas - Genética.
 Instituição: Universidade Estadual de Campinas. 
1994 - 1998
Mestrado: Mestre em Ciências Biológicas - Genética.
 Instituição: Universidade Estadual de Campinas.
 1990 - 1992
Graduação: Engenharia Agronômica.
 Instituição: Faculdade de Agronomia e Zootecnia Manuel Carlos Gonçalves.
  1984 - 1987

Áreas de Atuação:
Floricultura e Paisagismo.
Cultura de Tecidos Vegetais.
Melhoramento Genético.

Disciplinas na Graduação:
Floricultura e Paisagismo.

Disciplinas na Pós-Graduação:
Cultura de Células e Tecidos Vegetais.




1 comentários:

Livros

maio 21, 2016 Orquidário UEL 0 Comments


Livros publicados 


Encontra-se abaixo a relação de livros publicados por docentes, bem como informações técnicas e bibliográficas sobre as obras:
Orquídeas- O gênero Oncidium no Paraná
Ana Odete Santos Vieira
Eduardo Ferrarezi
Ricardo Tadeu Faria
Editora EDUEL, 2007, 163 páginas

Sobre o livro: Os autores fazem um levantamento das espécies nativas do gênero Oncidium, Orchidaceae, no Paraná. A coleta de dados fundamenta-se em bibliografia especializada e o registro das plantas é acompanhado de descrições morfológicas bem como informações ecológicas, de distribuição geográfica e período de florescimento. Trata-se de uma edição rica em imagens as quais demonstram a beleza e o exotismo destas plantas.
► Para adquirir, contate: editoramecenas@yahoo.com


Produção de Orquídeas em Laboratório
Adriane Marinho de Assis
Jane Fiuza Rodrigues Portela de Carvalho
Lilian Keiko Unemoto
Ricardo Tadeu Faria
Editora Mecenas, 2013, 124 páginas

Sobre o livro: Os autores falam do porquê produzir orquídeas in vitro, como é feita a propagação e a clonagem, além de tratar da infraestrutura e dos principais equipamentos do laboratório.
► Compre aqui ou aqui e/ou contate: editoramecenas@yahoo.com


Orquídeas do gênero Catasetum no Brasil
Luciana do Valle Rego de Oliveira
Mara Rubia Camolesi
Ricardo Tadeu Faria
Ronan Carlos Colombo
Editora Mecenas, 2016, 160 páginas

Sobre o livro: Tem como objetivo principal orientar cultivadores de orquídeas em relação ao reconhecimento da espécie Catasetum válidas para o Brasil, assim como cultivos e cuidados gerais que devem ser adotados na manutenção dessa orquídea.
► Compre aqui ou contate: editoramecenas@yahoo.com



Cultivo de Orquídeas
Adriane Marinho de Assis
Jane Fiuza Rodrigues Portela de Carvalho
Ricardo Tadeu Faria
Editora Mecenas, 2010, 208 páginas


Sobre o livro: A família Orchidaceae; Gêneros de Orquídeas; Polinização e Nomenclatura; Construção do Orquidário; Cultivo; Orquídeas no Paisagismo; Orquídeas como Flor de corte; 
Sobre pragas e doenças: foram incluídas várias receitas caseiras para que se possam evitar ataques e pragas, usando calda de alho, calda de óleo de nim ou outros produtos naturais que não prejudiquem o meio ambiente e ou a saúde de quem vai iniciar o cultivo de orquídea. 
A bibliografia cita várias pesquisas desenvolvidas por alunos da Universidade Estadual de Londrina - PR. 
► Compre aqui ou contate: editoramecenas@yahoo.com

Cultivo de Orquídeas
Ricardo Tadeu Faria
Roberto Jun Takane
Vasco Luiz Altafin
Editora LK, 2006, 131 páginas


Sobre o livro: Levanta informações essenciais para o cultivo dessa planta, tais como a classificação, as formas de crescimento, a estrutura da planta, as épocas de florescimento, a verificação da água, os sistemas de irrigação, a construção do orquidário, a preparação do substrato, a escolha dos vasos, o momento para se plantar as mudas, a multiplicação convencional, a adubação, o controle de pragas, doenças e injúrias e a comercialização. São apresentados em fotografias, acompanhadas por textos curtos e claros, e inserções de atenções - que visam à produtividade e à obtenção de um produto de qualidade -, de precauções - que são recomendações para a execução das operações sem o mínimo de risco para o operador e para terceiros - e de alertas ecológicos, que objetivam a preservação do meio ambiente.
► Para adquirir, contate: editoramecenas@yahoo.com






Floricultura: As plantas ornamentais como agronegócio
Ricardo Tadeu Faria
Editora Mecenas, 2005, 103 páginas
Sobre o livro: Tem como objetivo abordar em uma linguagem simples, tópicos como aspectos econômicos e sociais, comercialização, sistemas de produção, principais espécies, métodos de propagação, calagem, adubação e substratos, aspectos climáticos e fisiológicos, cultivo de orquídeas, cultivo de crisântemos, cultivo de samambaias, cultivo de Spatiphylum, gramados e bonsai
► Compre aqui ou aqui e/ou contate: editoramecenas@yahoo.com


Paisagismo: Harmonia, Ciência e Arte
Ricardo Tadeu Faria
Editora Mecenas, 2005, 132 páginas


Sobre o livro: O livro aborda tópicos, em uma linguagem simples, sobre a história e função do paisagismo, estilos de jardins, escolha de plantas, projeto de irrigação e drenagem- tudo sobre o planejamento paisagístico que você precisa saber.
► Compre aqui ou aqui e/ou contate: editoramecenas@yahoo.com





Fontes: Blog Bem-Vindo ao Barcelona
                Arquivo





0 comentários:

Dicas de cultivo

maio 20, 2016 Orquidário UEL 6 Comments


Como cuidar de sua orquídea

Orquídea Oncidium Sharry Baby 'Tricolor' do Orquidário UEL (Foto: Alanis Brito)

A família Orchidaceae, a qual pertencem as orquídeas estão entre os maiores grupos botânicos da natureza, que se desenvolvem em quase todos os continentes – exceto na Antártica. Existem cerca de 25 mil espécies de plantas e representam quase 8% de todas as espécies de plantas com sementes.  
Orquídeas não são plantas frágeis, mas precisam de delicadeza e atenção na hora de cultivo. Nós, do Orquidário UEL, separamos as principais dicas na hora de cuidar de sua orquídea.
•  Luminosidade: o ideal é manter as plantas sob uma tela de sombrite de 50 a 70%
• Temperatura: entre 15° e 25° (dependendo da espécie) e 25º a 28º para espécies tropicais
•  Vasos: Os mais usados, para o plantio de orquídeas são os de cerâmica e plástico.


Tradicional vaso para orquídeas, com furos laterais e na parte inferior

Vaso de plástico

•  Substratos para orquídea epífita: casca de pinus, fibra de coco e casca de arroz carbonizada, misturados em proporções iguais. Ex: Dendrobium , Cattleya e Oncidium



Exemplo de orquídea epífeta. Espécie Dendrobium nobile,
popularmente conhecida como Olho-de-Boneca

•  Substratos para orquídea terrestre: terra de jardim, areia de rio e esterco bovino, misturados em proporção igual. Ex: Arundina , Cyrtopodium e Cymbidium


Exemplo de orquídea terrestre. Espécie Arundina Graminifolia,
popularmente conhecida como Orquídea Bambu
    
•  Divisão das plantas: A espécie Cattleya deve ser dividida quando a planta apresentar dez pseudobulbos, em duas mudas com 5 pesudobulbos. As outras espécies podem ser propagadas por separação de touceira ou por estaquia

** As outras espécies podem ser propagadas por divisão de touceira ou por estarquia



Exemplo de orquídea vermelha da espécie Cattleya

•  Rega: Uma ou duas vezes no inverno e três a quatro vezes no verão, por semana. De preferência pela manhã e deve ter uma boa drenagem


Adubação


► Química

  • Para mudas (crescimento): Adubo rico em nitrogênio (N-P-K 30:10: 10)
  • Para o florescimento: Adubação rica em fósforo e potássio (N-P-K 10:30: 20), quatro meses antes do florescimento
  • Após o florescimento: Adubação balanceada (N-P-K 20:20: 20) ou (10:10: 10). Dosagens de acordo com as recomendações do fabricante

► Orgânica

Torta de mamona e farinha de osso (1 colherinha de café no canto do vaso) a cada 3 meses

Adubação orgânica

Inseticidas Caseiros


  • Solução de água e fumo: Colocar 100g de fumo por litro de água, levar ao fogo até fervura. Para pulverizar os focos de pragas diluir 200mL da solução em 1 litro de água.
  • Solução de água e sabão: Misturar em 5 litros de água uma colher de sopa de sabão raspado. Agitar bem até dissolver todo o sabão e pulverizar as plantas com a solução.
  • Calda de alho ou pimenta malagueta: Colocar em 1 litro de água, 2 dentes de alho ou 3 pimentas e bater em liquidificador. Coar e adicionar 2 a 3 gotas de detergente neutro e aplicar quinzenalmente pela manhã nas plantas


Planta com conchonillas. Nas orquídeas, elas podem aparecer nas raízes, rizomas, pseudobulbos
e no lado inferior das folhas, mas também se escondem nas fendas e bainhas.








Fontes: Cultivando
              Blog Paixão por Orquídeas
              Arquidicas
              Fotos:  Imgur e 
             Orquidário UEL









6 comentários:

Conheça o Orquidário UEL

maio 20, 2016 Orquidário UEL 7 Comments


Laboratório de Fitotecnia da UEL

Coelogyne fimbriata do Orquidário UEL (Foto: Alanis Brito)

O orquidário da Universidade Estadual de Londrina, UEL, teve início no ano de 1997, a princípio com um pequeno ripado de madeira. Hoje possui dez casas de vegetação que somados ocupam uma área de aproximadamente de 1000 m2 e um laboratório de cultura de tecidos, onde são realizados estudos de micropropagação e criopreservação de espécimes de orquidáceas.                                                                              
Foto do Orquidário
   No levantamento realizado no orquidário, em 2015, pelo aluno Lucas Scoponi José Tavares com orientação do professor Ricardo Tadeu Faria, foram identificadas 10.099 plantas. Dentre esses números foram identificadas 245 espécies, distribuídas em 89 gêneros, totalizando 4.273 Plantas. Os gêneros com maior número de espécies foram Cattleya, Coelogyne, Dendrobium, Laelia e Oncidium.  Atualmente, o orquidário possui 5.826 híbridos de orquídeas.

O local disponibiliza venda de milhares mudas de orquídeas
 As pesquisas no Orquidário, já resultaram em mais de 20 trabalhos de iniciação científica, além de 21 dissertações de mestrado, outras 13 de doutorado, 113 artigos e a publicação de sete livros.

Algumas das espécies híbridas e nativas, multiplicadas in vitro
 O local também disponibiliza para venda, várias mudas de orquídeas. São espécies híbridas (cruzamento de duas espécies ou duas variedades de uma espécie) e nativas, multiplicadas em vitro.

 O objetivo é justamente fornecer mudas produzidas em laboratório, evitando a coleta predatória no ambiente natural, o que leva a extinção das espécies.

Para mais informações sobre a venda, clique aqui

Visitação:
Toda sexta- feira, das 8h30 às 15h30.


Contato:

Endereço para Correspondência:
Orquidário UEL - Universidade Estadual de Londrina
Centro de Ciências Agrárias - CCA
Departamento de Agronomia - Laboratório de Fitotecnia 
Caixa Postal: 10.011 / CEP: 86057-970 - Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4224

E-mail: orquidariouel@gmail.com

Mais informações aqui

Veja no mapa como chegar:




Fontes: Agência UEL
Fotos: Agência UEL e Alanis Brito

7 comentários: